Cicatrizes

Olá meninas, olá meninos!

Deixo-vos com mais uma Crónica! É a minha vertente literária a falar mais alto!

CICATRIZES 

Perdi o fôlego quando dei de caras com a última pessoa que pensei ver naquele momento.  
Estava num casamento, vestida a rigor e, ainda por cima, de dama de honor. 


Levianamente, os teus olhos desejaram-me!? 
- Estúpido! A vida nunca teve a hombridade de te ensinar que só se engana a mesma mulher uma vez? 

A memória já não me permite lembrar quanto tempo passou, no entanto, há cicatrizes que sempre teimam em não sarar.


E poderia ser diferente? Desde que passaste na minha vida que fiquei a saber que há homens em que a nobreza de carácter é um vácuo profundo.

Pufffff!Trackkkkk!!! São os sons que consigo reproduzir e que o cérebro teima em não apagar...depois...só me lembro de acordar no hospital e de alguém (médico? enfermeiro?) me dizer:
 - "Vai correr tudo bem!"

O meu mundo caiu na primeira vez que me olhei no espelho... as lágrimas senti-as salgadas...mais do que nunca e em feroz abundância.


A cicatriz deixada por aquela maldita garrafa (soube do objecto cortante, depois) era enorme, enorme demais para a conseguir suportar. Aquela cicatriz pesava toneladas... milhares de toneladas que me esmagaram a alma.


Achava eu que nada me poderia esmagar mais! Ah! Como estava enganada! 

A cicatriz física doía, era uma ferida profunda, com pontos, mas nunca doeu mais do que a tua partida, sem qualquer explicação..."um olá", "um desculpa, mas não consigo", "um até sempre" ou mesmo "um até nunca".  
Nem uma única visita no hospital... uma única notícia tua. O que deixaste foi: NADA!


Fiquei a sabê-lo pelos teus amigos:

- Ahm, bom o David disse que não era capaz de ficar contigo "assim". 
- Pois...sabes que ele sempre gostou da "estrela que brilha mais". 
- Sabes, ele quando viu (naquela mesma noite) como ficaste com o rosto...enfim... não conseguiu lidar com a situação e (...).  

Curioso...nenhum deles disse que tinhas sido um cobarde! O carácter de um homem também é definido pelas pessoas com quem convive. Como não percebi antes?


Antes da tua ida para o estrangeiro, cheguei a ver-te no comboio. Como sempre, estavas acompanhado pela "estrela mais brilhante".
Sempre, sempre, mas sempre... me ignoraste! Tamanha cobardia! 

Quando chegava a casa...as lágrimas salgadas ardiam-me na cicatriz, na realidade, toda eu estava em carne viva. Chorei demasiadas vezes até perder as forças e adormecer
Fui, não sei quantos meses ou anos, somente um cadáver a respirar.


Covarde! - Foram as minhas palavras para ti, naquele casamento, quando recuperei o fôlego. 
Com aquele sorriso de bom malandro: - Como?
Repeti, desta vez com mais firmeza ainda na voz: - COVARDE! 
- Porquê?  (aquele sorriso irónico...nunca o perdeste!)


Achei que um homem (?) que nem sequer conseguiu entender o "porquê"... não merecia nem mais um olhar que fosse, nem mais um milésimo de segundo do meu tempo. 

Virei as costas e encerrei um capítulo. 

A cicatriz física não existe mais, nem sequer é mais perceptível aos olhos. A medicina estética fez o seu trabalho e a cosmética deu a sua ajuda. 

A cicatriz da alma, essa, converteu-se em força e sabedoria. 



Como um mapa...são essas cicatrizes que nos lembram onde estivemos, onde estamos e para onde
 queremos prosseguir


FIM



Obs.: A maioria das imagens foram retiradas da (do) Google. Os direitos e o mérito  são dos respectivos autores, representantes ou marcas. Aqui usadas apenas para a ilustração desta crónica. Se alguma consistir em algum incumprimento de maior, por favor, enviar e-mail. A imagem será retirada com a maior brevidade possível. Obrigada.

Share:

5 comentários

  1. Como assim ainda não seguia o teu blog? Que falha da minha parte!
    Amei o texto, parabéns <3

    www.theycallmerita.pt

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Rita,

      Acreditas que há blogs que os visito diariamente ou frequentemente e, provavelmente, não sigo todos? Acabo por tê-los nos "Favoritos" do PC e o "seguir" fica no esquecimento. Mas estou a melhorar... sei que é importante para a meninas, também por causa das parecerias (ou mesmo só para incentivá-las a continuar) e não custa dar uma "mãozinha". Obrigada linda! Beijinhos. <3

      Eliminar
  2. Muitos parabéns, que texto maravilhoso, ficava aqui toda a noite a ler :)...ADOREI, simplesmente fantástico, muito bom.
    Beijinhos.

    misscokette.blogspot.pt

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ohhhh! Que orgulho ter a Miss Cokette por aqui! Ainda para mais com um elogio destes!!! Enche-me o coração!!! <3 Muito, muito obrigada!
      Sê bem-vinda! :)
      Beijinhos.

      Eliminar

Obrigada pela sua visita e pelo seu comentário! São os vossos comentários que movem este blog! As respostas serão dadas por aqui! Voltem sempre!